RSSYoutubeTwitter Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


  29/10/2019
Edição Nº 1594 de 28 de outubro a 2 de novembro de 2019
BANCO DO BRASIL

ENTIDADES MELHORAM PROPOSTA E ATENDEM ANSEIOS DO CORPO SOCIAL DA CASSI

Correndo contra o tempo, a Diretoria Executiva e o Conselho Deliberativo da Cassi aprovaram dia 25/10 o encaminhamento ao Banco do Brasil da proposta negociada com as entidades (ANABB, AAFBB, Contraf-CUT e FAABB) para realização de nova consulta ao corpo social. Dada a grave situação financeira da Cassi, as melhorias apresentadas pelas entidades buscam contemplar mais fortemente os anseios dos associados e o equilíbrio das contas. Agora, é aguardar a aprovação do patrocinador. Na sequência, a proposta será submetida para decisão do corpo social.

O texto contém alterações nos pontos mais questionados pelos associados na proposta aprovada em maio de 2019, que não alcançou os 2/3 do quórum estatutário, preservando os principais direitos do corpo social. A proposta surge como a alternativa mais viável, tendo em vista o Regime de Direção Fiscal e a determinação da ANS de que seja apresentado um Programa de Saneamento até 22 de novembro.

No último dia 23/10, a diretora fiscal da Cassi, nomeada pela ANS, comunicou que a entidade precisa apresentar, até 23/11, um Programa de Saneamento a ser cumprido em 24 meses. De acordo com nota emitida pelo presidente da Cassi, Dênis Corrêa, disponível no site da entidade (www.cassi.com.br), o Patrimônio Líquido é negativo em R$ 137 milhões, a insuficiência na margem de solvência é de R$ 905 milhões e os ativos garantidores estão negativos em R$ 116 milhões. A soma destes números chega na casa do R$ 1,2 bilhão, valor necessário para recuperar as reservas e readquirir o equilíbrio. De acordo com Dênis Corrêa, em agosto, a Caixa de Assistência fechou com déficit acumulado de R$ 58 milhões.

“A situação da Cassi não é fácil, mas, vamos continuar buscando junto à Cassi e ao Banco do Brasil uma solução negociada. E para isso, o banco deve cumprir a sua parte nos ajustes necessários para que a assistência à saúde dos funcionários do BB e seus familiares não seja prejudicada. Estamos falando da saúde de milhares de associados. Essa deve ser a prioridade de todas as partes que fazem esse debate”
José Eduardo Marinho, diretor do Sindicato e funcionário do BB

Última atualização: 29/10/2019 às 12:39:03
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
 

Versão em PDF

Edição Nº 1594 de 28 de outubro a 2 de novembro de 2019

Edições Anteriores

Clique aqui para visualizar todas as edições do Tribuna Bancária
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO CEARÁ
  

Android cihazlariniz icin hileli apk indir adresi artik aktif bir sekilde hizmet vermektedir.
sex sohbet yapabileceginiz birbirinden guzel bayanlar telefonun ucunda sizleri bekliyor. Ustelik hd sex porno videolari da bulunmakta.
Kayitli olmayan kisiler bilinmeyennumara.me isim soy isim sekilde sms ile bilgilendir.
Profesyonel ekip davul zurna istanbul arayan kisilerin kesinlikle kiralama yapabilecegi en guzel site. Programsiz ve basit mp3 cevirme programi sizler icin sitemizde bulunmaktadir.

Rua 24 de Maio 1289 - Centro - Fortaleza - Ceará CEP 60020-001
(85) 3252 4266 / 3226 9194 - bancariosce@bancariosce.org.br

 

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
  www.igenio.com.br