RSSYoutubeTwitter Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


  01/07/2019
Edição Nº 1577 de 1º a 6 de julho de 2019
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

BANCO LUCRA R$ 3,920 BILHÕES ENQUANTO SEGUE PRECARIZANDO CONDIÇÕES DE TRABALHO

A Caixa lucrou R$ 3,920 bilhões no 1º trimestre de 2019, com um crescimento de 22,9% com relação ao mesmo período de 2018. Segundo o Banco, o aumento do lucro foi gerado, principalmente, pela estabilidade da margem financeira, pela redução de 24,4% nas despesas de PDD, e pelo aumento de 2,3% nas receitas de prestação de serviços. A rentabilidade permaneceu em 15,8%, percentual igual ao mesmo período do ano passado.

Em contrapartida, o banco encerrou o ano com 84.826 empregados, com o fechamento de 1.508 postos de trabalho em relação a março de 2018. Em 17 de maio de 2019, a Caixa lançou um novo PDVE com a expectativa de atingir 3.500 trabalhadores.  No 1º trimestre de 2019 ainda foram fechadas 14 agências, 26 lotéricas e 971 Correspondentes Caixa Aqui. Em contrapartida, houve aumento de 9,6 milhões de novos clientes.

Para a representação dos empregados, o resultado mostrado reforça a importância da Caixa se manter pública. Porém, a redução do quadro de funcionários mostra que o banco deixou de se preocupar com seu papel social. A Caixa já é um dos bancos com menos empregados dentre os quatro maiores. Nos últimos 12 meses foi o com maior queda percentual no número de empregados; em dezembro de 2014 contava com 101 mil, pelos números do primeiro trimestre está com 84.826 mil.

As despesas de pessoal, considerando-se a PLR, apresentaram expansão de 11,7%, atingindo R$ 6,3 bilhões, impactadas pelo aumento das indenizações trabalhistas (86,3%) relativas aos planos de desligamento voluntário no período.

No trimestre, as receitas de prestação de serviços e com tarifas bancárias cresceram 2,3% em relação ao mesmo período de 2018, totalizando R$ 6,5 bilhões. Com isso a cobertura das despesas de pessoal pelas receitas secundárias do banco foi de 103,9%.

“A Caixa tem aumentado seu lucro à custa do enxugamento do banco e com o aumento de tarifas, criando sérias consequências para sua competitividade. A Caixa é patrimônio do povo brasileiro e toda decisão deve ser pensada dessa forma. Essa busca incessante por alta lucratividade, com perda de mercado, sobrecarga de trabalho, aumento do adoecimento dos trabalhadores, PDV’s, interessa a quem? É preciso reforçar o papel social da Caixa e seguirmos mobilizados para garantirmos uma Caixa 100% Pública e como patrimônio do povo brasileiro”
Áureo Júnior, diretor do Sindicato e empregado da Caixa

Última atualização: 01/07/2019 às 09:42:37
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
 

Versão em PDF

Edição Nº 1577 de 1º a 6 de julho de 2019

Edições Anteriores

Clique aqui para visualizar todas as edições do Tribuna Bancária
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO CEARÁ
  

Android cihazlariniz icin hileli apk indir adresi artik aktif bir sekilde hizmet vermektedir.
sex sohbet yapabileceginiz birbirinden guzel bayanlar telefonun ucunda sizleri bekliyor. Ustelik hd sex porno videolari da bulunmakta.
Kayitli olmayan kisiler bilinmeyennumara.me isim soy isim sekilde sms ile bilgilendir.
Profesyonel ekip davul zurna istanbul arayan kisilerin kesinlikle kiralama yapabilecegi en guzel site. Programsiz ve basit mp3 cevirme programi sizler icin sitemizde bulunmaktadir.

Rua 24 de Maio 1289 - Centro - Fortaleza - Ceará CEP 60020-001
(85) 3252 4266 / 3226 9194 - bancariosce@bancariosce.org.br

 

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
  www.igenio.com.br