RSSYoutubeTwitter Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


  20/08/2018
Edição Nº 1538 de 20 a 25 de agosto de 2018
BANCO DO BRASIL

Não serão toleradas mais pressão sobre bancários por ações doadas

Apesar de parecer simpática, o movimento sindical alerta sobre medida unilateral da direção do banco: não será tolerada mais pressão sobre funcionários. O BB doou aos funcionários no dia 9 de agosto, três ações do banco. A novidade, anunciada pelo presidente da instituição, Paulo Rogério Cafarelli, à imprensa comercial, abrangeu todos os 98.416 funcionários da ativa do banco, como incentivo de resultados que representa mais R$ 9,6 milhões em ações.

Disse Caffarelli em entrevista à Revista Você S/A que todo empregado é também dono da empresa, cujo mote agora é que “no Banco do Brasil você é atendido pelo dono”.
Só que os “donos” do banco não podem vender as três ações até se aposentarem ou saírem da empresa. A ação fica custodiada pelo BB sob o CPF do servidor e, enquanto estiver na ativa, obrigatoriamente, ele tem de ser acionista do banco.

Para a Contraf-CUT, a iniciativa é boa, mas três ações é muito pouco e representa pouco mais de R$ 90,00. E essa história de “ser atendido pelo dono”, não se sabe qual será o efeito, se vai aumentar a pressão sobre os funcionários. A entidade deixou claro: não iremos aceitar mais pressão. Além disso, o valor foi irrisório e não negociado com o movimento sindical, que está em plena discussão com a direção do banco, na Campanha Nacional Unificada 2018.

PROPOSTA DA CONTRAF É ANTIGA – A iniciativa de distribuir ações para os funcionários não é uma coisa ruim e foi já cobrado isso do banco. Em 2008, quando o BB completou 200 anos, a Contraf-CUT fez uma proposta de o banco doar 200 ações, para cada funcionário. Acabou que por conta de questões de regulação junto à CVM e demais órgãos de controle, o banco não conseguiu viabilizar essa distribuição de ação à época e acabou dando um bônus de R$ 1.300,00 para cada funcionário após a Campanha Nacional. Isso representava cerca de 90 ações quando foi creditado no início de novembro de 2008. O preço estava em torno de R$ 16,00 à época.

“O que tem de grave agora é que o governo reduziu sua participação no banco ao longo do tempo, vendeu ações do fundo soberano recentemente, e pulverizar mais ações, de certa forma, está valorizando o funcionário, mas também é uma maneira de privatizar mais o banco. O Sindicato e a Comissão de Empresa do BB acompanharão isso de perto. Isso não pode ser mais um motivo para aumentar a cobrança por metas abusivas dentro do banco”
Jannayna Lima, diretora do SEEB/CE e membro da CEE/BB

Última atualização: 20/08/2018 às 11:09:52
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
 

Versão em PDF

Edição Nº 1538 de 20 a 25 de agosto de 2018

Edições Anteriores

Clique aqui para visualizar todas as edições do Tribuna Bancária
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO CEARÁ
  
Android cihazlariniz icin hileli apk indir adresi artik aktif bir sekilde hizmet vermektedir.
sex sohbet yapabileceginiz birbirinden guzel bayanlar telefonun ucunda sizleri bekliyor. Ustelik hd sex porno videolari da bulunmakta.
Kayitli olmayan kisiler kimin numarasi ogren isim soy isim sekilde sms ile bilgilendir.
Profesyonel ekip davul zurna istanbul arayan kisilerin kesinlikle kiralama yapabilecegi en guzel site. Programsiz ve basit mp3 cevirme programi sizler icin sitemizde bulunmaktadir.
Rua 24 de Maio 1289 - Centro - Fortaleza - Ceará CEP 60020-001
(85) 3252 4266 / 3226 9194 - bancariosce@bancariosce.org.br

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
  www.igenio.com.br