RSSYoutubeTwitter Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


  20/08/2018
Edição Nº 1538 de 20 a 25 de agosto de 2018

REABERTURA DO BANCO DO BRASIL DE CEDRO APÓS UM ANO É CONQUISTA PARA OS BANCÁRIOS E A POPULAÇÃO DA REGIÃO

As visitas dos diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará aos colegas bancários do interior do Estado, na semana passada teve um gosto de vitória, pois além da mobilização da Campanha Nacional 2018, eles participaram da inauguração da agência do Banco do Brasil, em Cedro, uma agência fechada há um ano, após ataque por explosão por bandidos. Representando o Sindicato, estiveram presentes os diretores Bosco Mota e Plauto Macedo.

A inauguração da agência do BB de Cedro é uma conquista do esforço conjunto do Sindicato, Prefeitura, Câmara dos Vereadores, CDL e o superintendente do BB, Amaury Aguiar, que beneficia a categoria bancária e a população.

O fechamento de agências bancárias explodidas no Interior do Ceará continua sendo uma pauta importante para o Sindicato dos Bancários do Ceará, preocupado com os funcionários e clientes, especialmente moradores do Interior cearense. Atualmente, existem dezenas de municípios cearenses com atendimento bancário prejudicado.

ENCAMINHAMENTOS DO SINDICATO – O Sindicato já fez vários encaminhamentos para solucionar a questão, como audiência com a direção do Banco do Brasil, que é o mais atingido pelos ataques devido a sua capilaridade pelo Estado, e com o governador Camilo Santana, cobrando segurança para os bancários e para a população. O SEEB/CE encaminhou junto aos vereadores e deputados estaduais a aprovação de leis de segurança bancária em vários municípios: em Fortaleza foi aprovada a Lei Municipal de Segurança Bancária (Lei nº 9.910 de 25/06/2012); e no âmbito Estado, foi aprovada a Lei Estadual de Segurança Bancária (Lei nº 16.541 de 14/12/2017).

Após negociação com o Sindicato dos Bancários do Ceará, algumas medidas foram tomadas pelo Governo do Estado, como a criação do Cotar, Batalhão de Fronteira, Ciopaer para o Cariri e Sobral, mas infelizmente os bandidos continuam sitiando as cidades e explodindo agências bancárias no Interior. Há carência de maior envolvimento dos bancos na solução desse problema.

CONFIRA A SITUAÇÃO:

• 38 cidades com dificuldades no atendimento bancário no interior do Ceará;

• 15 agências explodidas sem funcionar absolutamente nada;

• 23 agências funcionando precariamente ou sem tesouraria;

• Bancários sem ter lugar fixo de lotação, inclusive custeando o deslocamento ao trabalho
(a ajuda de custo demora a sair);

• 750 mil habitantes prejudicados, inclusive tendo que se deslocar até 100km para municípios vizinhos.

AGÊNCIAS BANCÁRIAS FECHADAS OU SEM CONDIÇÕES DE TRABALHO:

  1. AIUABA – agência explodida; sem funcionamento;
  2. ANTONINA DO NORTE – agência explodida, funcionando na sala da Prefeitura, sem numerário;
  3. ARACATI – agência explodida, funcionando precariamente, com centenas de clientes de outros municípios;
  4. ARARIPE – agência explodida; sem funcionamento;
  5. ASSARÉ – agência explodida e em péssimas condições, mas funcionários trabalhando, sem numerário;
  6. BARREIRA – agência explodida, funcionamento parcial sem numerário;
  7. CAPISTRANO – agência explodida, mas funcionando sem numerário;
  8. CARIUS – agência explodida; sem funcionamento;
  9. CATUNDA – agência explodida; funcionando sem numerário;
  10. COREAÚ - agência explodida; funcionando sem numerário;
  11. CHOROZINHO – agência arrombada, funcionando sem numerário;
  12. HIDROLÂNDIA – agência explodida; funcionando sem numerário;
  13. ICAPUÍ – agência explodida, funcionando na sala da Prefeitura, sem numerário;
  14. INDEPENDÊNCIA – agência explodida; funcionando sem numerário;
  15. IPUEIRAS – agência explodida, funcionando sem numerário;
  16. ITAPIÚNA – agência explodida; funcionando sem numerário;
  17. JAGUARETAMA – agência explodida; sem funcionamento;
  18. JAGUARIBARA – agência explodida, funcionando parcialmente precariamente;
  19. JAGUARUANA – agência explodida, funcionando parcialmente sem numerário;
  20. MADALENA – agência explodida; sem funcionamento;
  21. MILHÃ – agência explodida; sem funcionamento;
  22. MISSÃO VELHA – agência explodida; sem funcionamento;
  23. MONSENHOR TABOSA – agência explodida; funcionando sem numerário;
  24. MULUNGU – agencia explodida, funcionando sem numerário;
  25. NOVA OLINDA – agência explodida, sem funcionamento;
  26. NOVO ORIENTE – agência explodida; funcionando sem numerário;
  27. OCARA – agência explodida, funcionamento parcial;
  28. PEDRA BRANCA – agência explodida, BB sem funcionamento;
  29. PEREIRO – agência explodida; funcionando sem numerário;
  30. PIQUET CARNEIRO - agência explodida, sem funcionamento;
  31. PINDORETAMA – agência arrombada, funcionando sem numerário;
  32. RERIUTABA - agência explodida, sem funcionamento;
  33. REDENÇÃO – agência explodida, sem funcionamento;
  34. SABOEIRO – agência explodida; sem funcionamento;
  35. SÃO JOÃO DO JAGUARIBE – agência explodida, mas funcionando sem numerário;
  36. SENADOR POMPEU – agência explodida, funcionando parcialmente;
  37. TEJUÇUOCA – agência explodida; sem funcionamento;
  38. URUOCA - agência explodida, sem funcionamento;
Última atualização: 20/08/2018 às 11:08:48
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
 

Versão em PDF

Edição Nº 1538 de 20 a 25 de agosto de 2018

Edições Anteriores

Clique aqui para visualizar todas as edições do Tribuna Bancária
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO CEARÁ
   Rua 24 de Maio 1289 - Centro - Fortaleza - Ceará CEP 60020-001
(85) 3252 4266 / 3226 9194 - bancariosce@bancariosce.org.br
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
  www.igenio.com.br